terça-feira, novembro 13, 2007

A nova (e merdosa) ponte no Covão d'Ametade

O motivo pelo qual vos escrevo hoje é apenas para vos dar a conhecer o mais recente atentado que teve lugar num dos antigos locais mais paradisíacos da nossa Serra da Estrela, o Covão d’Ametade.
Para os leitores que não foram a este local os últimos tempos, e que não conhecem a “requalificação” que ali vem sendo feita, o conselho que vos deixo é não voltarem a por lá os pés e guardarem na vossa memória a magia que aquele lugar um dia teve.
Creio que ir visitar aquele local hoje em dia, depois dos vários atentados que têm vindo a ocorrer, serve apenas para uma pessoa apanhar uma depressão…pior que a depressão que pode apanhar é ainda o facto de não poder reclamar a ninguém pelo que tem vindo ali a ser feito, o que se revela verdadeiramente frustrante. Conhecer aquele local como foi em tempos e visitá-lo actualmente, não o aconselho a ninguém, muito menos às pessoas mais sensíveis e em especial aos verdadeiros amantes da natureza e em especial da Serra da Estrela.
Mas importa agora ir ao cerne da questão do que me move escrever este post.
Por acaso lembram-se da velhinha ponte de madeira que servia para atravessar o rio, de um lado para o outro, no Covão d’Ametade? Imagino que sim… quem é que nunca foi ao Covão e tirou uma fotografia dessa ponte, que tão harmoniosamente foi colocada naquele local e maravilhosamente enquadrada pela vegetação que a envolve? Acredito que não serão centenas, mas sim milhares, as fotos que imortalizaram aquela velhinha ponte. Se algo havia no Covão, que facilmente identificava aquele local, certamente a ponte em causa era uma delas.
Pois é, mas parece que para alguns “cabecinhas” que actualmente gerem e “requalificam” aquele local, isso não interessa para nada. O importante para esses artolas é modernizar, fazer forte e feio, porque isso sim é bonito. Esses senhores (se é que merecem ser tratados como tal), pertencentes à Associação de Compartes de Baldios de S. Pedro de Manteigas, devem julgar que estão a “requalificar” o Covão d’Ametade como quem “requalifica” o terraço lá de casa. Ele é fogareiros, ele é mesas, ele é fontes… enfim. Mas não contentes com tanta “requalificação”, vai daí e decidiram “requalificar” a velhinha ponte e fazer uma nova ponte. Mais moderna, mais ampla, numa nova localização… porquê? Ora bolas, fácil resposta… Porque há dinheiro, porra! Mas como dinheiro e sensibilidade são coisas que normalmente não são proporcionais, o resultado é aquele que se pode ver nesta selecção de imagens:


Já nem vou comentar a nova localização da estrutura, uma vez que deve ter sido apenas escolhida para favorecer que gere o bar que existe naquele local, mas sinceramente, deitar abaixo a velhinha ponte, que facilmente se conseguia recuperar e manter no local onde estava, toda ela antigamente executada em madeira, para se fazer uma nova ponte de estrutura de aço visível, com umas sapatas de betão e depois um tabuleiro horrivelmente colocado de tábuas de madeira, só demonstra que sensibilidade não é compatível com o ter euros para gastar, e mais triste ainda é quando esse dinheiro (que em parte é de todos nós) é gasto de forma tão precária e irresponsável.

Mas isto não é tudo… uma pessoa até pode conseguir (dificilmente) engolir esta pouca vergonha, patrocinada pelo Parque Natural da Serra da Estrela, agora o que eu não consigo “engolir” é que para implantar esta nova, moderna e cosmopolita ponte se tenha tido que cortar uma das árvores que embelezam as margens do Covão d’Ametade!
Veja este vídeo que mostra o local da velhinha ponte, a “nova” ponte e principalmente, a árvore que foi cortada junto a uma das sapatas e que estava prestes a ser camuflada com cimento, mas que por sorte (ou azar) eu consegui captar e vos divulgo através do blog.


Deixo aqui também um par de fotos, para que se veja bem o sucedido:


Creio que esta atitude demonstra bem o respeito que esta gente tem por este local!
É uma VERGONHA, o que se está a passar e que parece que ninguém quer ver.

Mas se as imagens em cima já são reveladoras desta realidade, veja ainda a bela da “bancada de trabalho” que estes artolas “construíram in sito e de forma tão criativa:




Sinceramente, acha que esta gente tem o direito de estar a usufruir deste local depois dos vários atentados que cometeram nos últimos tempos naquele que foi, até à bem pouco tempo, um dos locais mais paradisíacos que se podiam visitar na Serra da Estrela?!

Eu, desde já, dou a minha resposta… NÃO! Já chega de tanta pouca VERGONHA!

Até quando é que a nossa Serra vai ter que sofrer desta maneira?

----------------------

Antes de terminar, gostava apenas de desabafar com vocês em relação a certas situações que têm advindo do blog.
Muitas das vezes sinto que o “trabalho” que tenho vindo a desenvolver com o blog de nada serve. Porquê? Ora reparem… por exemplo neste caso. Está aos olhos de toda a gente a vergonha que se tem vindo a passar naquele local. A quem é que poderíamos queixar-nos de tal situação?! Talvez ao Parque Natural da Serra da Estrela, não? Mas se o Parque está a “patrocinar” esta situação, a quem é que podemos recorrer?! Região de Turismo da Serra da Estrela? Câmara Municipal de Manteigas? Turistrela? A quem?!
É por este motivo que tenho colocado tudo aquilo que vejo neste blog! Creio que com persistência algo há-de mudar! Algum dia…
Resta-me agradecer a todos vocês, que lêem este blog, a força que me têm dado para não acabar com o mesmo… É por vocês e em especial pela SERRA da ESTRELA que não tenciono parar! Ajudem-me nesta luta. Enviem-me fotos, textos científicos, desabafos, casos hilariantes… enviem-me tudo que eu publicarei. Um dia a Serra será como aquilo que idealizamos. Até lá o que nos resta é lutar (e ajudar na campanha de 1 milhão de carvalhos para a Serra da Estrela, para que daqui a uns anos seja visível o resultado da mesma).

----------------------

Como agradecimento ao apoio que me têm dado, faço-vos esta oferta, em que se vê a beleza que o Covão d'Ametade era em tempos (decada de 70).

Será que não estava bem melhor antes? Será que a "pseudo-requalificação" de que tem sido alvo é o caminho certo a seguir? Sinceramente acho que neste momento, requalificar era retirar TUDO daquele local e voltar a ser o que era antes... uma fantástica clareira no coração da Serra da Estrela!

4 comentários:

TPais disse...

Tão pequeninos que eram os vidoeiros na decada de 70!!!eheh! Pena é que demoraram mais de 30 anos a alcaçarem o porte que vemos actualmente mas bastaram 10 minutos para acabar com todo esse trabalho de um dos exemplares!! Força aí Cova!

águia disse...

é triste mas há pessoas que tém o dom para destruir o que a natureza nos dá

Anónimo disse...

Compreendo muito bem os seu sentimentos de algum desânimo perante tamanhos desmandos e concordo que temos que ser tanto ou mais teimosos do que eles. Por isso, faço votos para que não desista, que continue a denunciar o que está mal por aí, que por aqui a gente faz eco e dá uma forcinha. Abraço. Octávio Lima 8ondas3.blogs.sapo.pt)

Luis Ferreira disse...

Trata-se de um dos ultimos parques onde podemos dormir só com a Serra. Só precisamos de ter os Lavabos, mais nada. Obras não, por favor. Têm todo o apoio deste Lisboeta.
Luis Ferreira