segunda-feira, agosto 04, 2008

Centro de interpretação na Torre - RTP

Aqui fica a breve reportagem que passou na RTP sobre a inauguração do centro de interpretação da Serra da Estrela, na Torre!



Só um reparo para os jornalistas... os esgotos ainda duravam no dia da inauguração!!!
Vocês deviam ter mostrado essa pouca vergonha, mas "engoliram" o discurso que a representante do PNSE fez...

Nesse aspecto tenho que dar os parabéns ao jornalista Luís Fonseca, do Diário XXI, pelo trabalho de investigação que fez ouvindo todas as partes envolvidas em relação a essa situação. Nos próximos dias irei colocar aqui a referida notícia.

Casos à parte, é impressionante o conceito de turismo de natureza que toda esta gente tem.
O secretário de estado a falar em teleféricos e parques de estacionamento pagos... a responsável do parque, com uma naturalidade arrepiante a referir que a Serra da Estrela tem 2.500.000 visitantes/ano... Enfim...

Turismo de natureza será que é compatível com turismo de massas? (e aqui massas não é o mesmo que €)

Na Serra da Estrela parece que sim...

6 comentários:

Anónimo disse...

http://www.portadaestrela.com/breakingnews/news.asp?Id=1324

Zé do Talho

scorpio mab disse...

Se está aberto todos os dias do ano, este último sábado estava fechado.

Tomei café na torre por volta do meio dia, antes de ir visitar o CISE em Seia. Recomendo a visita ao Centro de Interpretação da Serra da Estrela em Seia e ao seu jardim.

http://www.cise-seia.org.pt/

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Os Secretários de Estado deveriam ter assessores que lessem com atenção a imprensa e os blogues, de modo a não serem surpreendidos por situações como esta; para, bem mais importante, terem uma resposta efectiva quando confrontados com problemas reais.

Porque inaugurar um centro de interpretação do PNSE, estrutura necessária, não vale de nada, e é até contraproducente, quando a 20 ou 30 metros correm esgostos a céu aberto. "Contraproducente" porque passa a imagem, que corresponde à realidade, que para o governo da nação o mais importante é a "ilusão" e o "acessório", no que toca a uma política de conservação da natureza.

Esta mesma preocupação em saber o que de facto se passa no terreno, deveria ter tido o jornalista da RTP. Resta-nos o "Diário XXI" e, em certos casos, o "Interior", que são dos poucos jornais regionais que não se limitam a passar a "verdade oficial" e procuram investigar o outro lado da notícia.

Peço ainda ao autor deste blogue que aguente os insultos dos anónimos que aqui vêm, ao coberto do anonimato, fazer um favorzinho aos interesses instalados na Serra da Estrela, e continue a não dar tréguas na denúncia de situações como esta.

Anónimo disse...

Na realidade o CISE não passa mais de um gastar de dinheiro na tentativa de passar imagem fora do real daquilo que se devia fazer e n se faz. Mais uns postos de trabalho para quem não sabe fazer nada na vida nem tem vontade de fazer e tambem nada quer saber da serra quanto mais do ambiente. Vão a Seia e saibam estas coisas em pormenor.
É só folclore!
Anonimo porque estou á espera de um lugar e n posso fazer ondas

Stran disse...

Boa Tarde,

Acabei de criar um novo o site, o "escritores de blogues" (para visualizar o site basta clickar no meu nome). Este site é uma rede social destinada a todos os escritores de blogues que o fazem em português. O objectivo é criar um espaço comum a todos para que seja facilitado o contacto e a visibilidade de novos projectos independentemente da ferramenta (blogspot, sapo, wordpress) que utilizam.

Neste sentido gostava de o convidar, e a todos os escritores de blogues que estiverem interessados. Para tal basta seguir o link e carregar onde diz "Join this network".

Muito obrigado pela atenção,

Melhores Cumprimentos,

Stran

ljma disse...

Anónimo "que está à espera de um lugar e não pode fazer ondas" ;), o CISE (organismo da Câmara Municipal de Seia) nada tem que ver com este centro de interpretação que o Parque Natural inaugurou na Torre e de que fala este post.

Não sei o que entende que o CISE devia fazer. Eu estou a par do que o CISE faz, acho que está a fazer (e muito bem) aquilo que um centro de interpretação deve fazer e tenho pena de que não haja na região mais organismos como o CISE.

Não vivo nem voto em Seia e os partidos em que voto não são nenhum dos que têm possibilidades de ganhar o governo, a Câmara Municipal de Seia ou a da Covilhã (onde vivo). Ou seja, a minha opinião nada tem que ver com o confronto partidário do costume.

Como é que formei a minha opinião? Indo a Seia para participar nalgumas actividades do CISE. Experimente também!