sexta-feira, março 07, 2008

Aquecimento Global... é um prazer!

Ele há com cada uma... então não é que visitando o site da empresa concessionária exclusiva do turismo na Serra da Estrela, se pode ter acesso a esta notícia:

"É com muito prazer que informamos todos os nossos clientes e amantes dos desportos de neve, que devido às baixas temperaturas foi-nos possível produzir neve em muita quantidade, podendo proporcionar melhores condições de neve para quem nos tenciona fazer uma visita."

Espectacular! Digno de registo este "milagre" que a dita empresa consegue fazer e acima de tudo divulgar com "muito prazer"...

Vejamos então as "melhores condições de neve" que são proporcionadas aos seus clientes e amantes dos desportos de neve ou para quem tenciona fazer uma visita:

Enfim... normalmente quando o desespero começa a surgir, tenta-se fazer tudo por tudo para passar uma ideia de normalidade.

Creio que é há muito evidente, que os fenómenos relacionados com o Aquecimento Global, também afectam a Serra da Estrela (apesar de haver umas cabecinhas que acreditam que apenas de 10 em 10 anos estes se revelam).

Há cada vez menos neve na Serra da Estrela, e a produção de neve artificial na zona do maciço central serve apenas para camuflar o que é há muito evidente.

A realidade que hoje em dia temos na nossa Serra é que ainda vai nevando um pouco para "tapar buracos", e o que vai mantendo a estância aberta é a pouca produção de neve que ainda é possível realizar com a ajuda das baixas temperaturas e os já tradicionais transportes de neve que este ano estão novamente a acontecer...

Acima de tudo, parece-me cada vez mais ridículo a forma com que é informada a produção deste "ouro branco" para a empresa que usufrui do mesmo.

Parece-me que em vez de referirem que "é com muito prazer que informamos todos os nossos clientes e amantes dos desportos de neve, que devido às baixas temperaturas foi-nos possível produzir neve em muita quantidade...", o que deveria ser referido é que "infelizmente, e devido aos fenómenos relacionados com o Aquecimento Global, somos obrigados à produção artificial de neve..." e atrevo-me a dizer que, com alguma sinceridade poderiam acrescentar "e não olhamos a meios, para continuarmos a encher os bolsos de dinheiro, mesmo prestando um péssimo serviço a quem nos visita, nem que venham apenas uma vez e não voltem cá a por os pés."

Enquanto isso, lá teremos os mesmos senhores de sempre, a dizer que tivemos a nossa pseudo-estância de esqui aberta N dias, muito superior à média de outras estâncias na Europa.

Uns falam verdade e preocupam-se em prestar um bom serviço... outros, já os conhecemos!

5 comentários:

Penhas disse...

O Prof. Molion, citado na entrevista do Prof. João Corte Real, realizou conferências e regeu cursos de mestrado de Climatologia, em Portugal. Recentemente concedeu uma entrevista à revista brasileira ISTOÉ.

A revista ISTOÉ é uma revista semanal considerada, na sua especialidade, uma das quatro principais revistas a circular no Brasil. Publica-se a seguir aquela entrevista, preservando a variedade da língua portuguesa do Brasil.

“Aquecimento global” é terrorismo climático

Pesquisador diz que tendência dos próximos anos é o esfriamento da Terra e que efeito estufa é tese manipulada pelos países ricos ...

Já era tempo Sr. Cova da Juliana de evitar débitos de uma verdade conveniente só para alguns. Cultive-se! Leia! Deixe de andar a bater no ceguinho, que já não convence!

Agarrou-se á bandeirinha imperialista do Al Gore e armado em cientista do pioledo, vem com a camarilha do costume agitar aguas onde por mais que queiram já não navegam com o á vontade de outrora.

Antes, ninguém vos conhecia!
Um pouco depois, ainda se achou que eram pessoas de bem! Actualmente o repúdio é total!

Felizmente, que já só incautos vos passam cartão a ver pelo poucos comentários existentes no pasquim.

Anónimo disse...

O penhas fazia de conta que estava a ler e para isso pegava nos livros e nos jornais por vezes de patas para o ar (coisa que ele se habituou a fazer) até que alguem o aconselhou a pegar nos livros com imagens para ele os orientar sem ficar de patas para o ar. Com isto tudo foi-se apercebendo que livros e jornais eram de facto uma grande fonte de informação porque via os bonecos. Agora algum dos seus amigos intlectuais não sei se foi o que sabe ler mas não sabe escrever, se foi o que sabe escrever mas não sabe ler, é que o acompanhador de intlectuais "Penhas" gosta de ouvir. Talves um destes ilustres condes do balcalhau e do açucar lhe tenha soprado aos ouvidos porque isto não saia da cabeça dele e as imagens normalmente mais acessiveis apesar do Penhas ser tambem daltonico não lhe dariam tal indicação. Então talves tivesse sido o que sabe ler mas não sabe escrever que lhe soprou isto aos ouvidos e o (Panhas ou Penas?)para agradar aos intelectos patroes lembra-se de dar umas absurdas patacoadas e tratar mal toda a gente. A este tipo de gente aconselhava a por o pouco que sabem fazer de lado e de facto adquirirem bom senso que é coisa que não se compram em mercearias e nem universidades.

aPenhas "porque no te callas?"

Zé do Talho

ljma disse...

A revista ISTOÉ poderá vender muito, ter grande circulação. Mas tem avaliação por pares? Ou seja, é uma revista científica?
Estou a pôr em causa a validade científica dessas declarações do prof. Moliot, sim. Mesmo que seja uma posição sustentável, é importante que se saiba que é uma opinião completamente marginal na comunidade científica. E há sempre os maluquinhos (por vezes são cientistas, mesmo que não seja o caso do Prof. Moliot, não sei) das teorias da conspiração, que vêm falar do terrorismo climático, do imperialismo do Al Gore, da comunidade científica escravizada ao deus da ortodoxia do aquecimento global (como se os prémios científicos, começando pelo prémio Nobel, não continuassem a ser atribuídos a quem revoluciona o status quo), de como os ataques de 11 de Setembro foram planeados pela CIA ou de como os pretos são menos inteligentes que os brancos. O que se há-de fazer, é a vida. Como o calor no Verão, o frio no Inverno e o Penhas espumando raiva nos blogs blogs sobre a Serra, sem nada dizer sobre o que ele entende ser melhor para a Serra...

Mas para o que se trata aqui não são precisos argumentos de grandes doutores ou comprovadas teorias sobre o aquecimento global. É claro que falamos de aquecimento global porque se trata de uma tese que enquadra a nossa percepção do que tem vindo a acontecer na Serra do Estrela, numa tendência que me parece por demais evidente. Mas, pelos vistos, o Penhas pretende (será?) contrariar essa percepção. Diga lá, Penhas, acha mesmo que a neve na Serra da Estrela se tem mantido ou até que tem aumentado nos últimos trinta anos? A sério?!!! Considera razoável a alegria da Turistrela pelas condições que a estância oferece? Acha que se justifica que continuemos a considerar a estância (ou a Turistrela, a bem dizer) como uma grande mais valia do turismo regional?

Penhas, faça o que achar melhor, que já tem idade para isso (suponho), mas olhe: já sabemos o que pensa acerca dos que nos blogs manifestam opiniões sobre a Serra; em vez de resmungar sobre esses, porque não começa mas é a explicar o que o Penhas pensa sobre a Serra? Se é que pensa alguma coisa sobre a Serra...

PS: Para temperar a referência que o Penhas fez ao blog Mitos Climáticos, de Rui G. Moura, aconselho uma passagem pelo site Real Climate —"Climate science from climate scientists". Claro que cada um escolhe as fontes que entende, cada um "cultiva-se" como entende...

Akinol disse...

See Here or Here

Anónimo disse...

Good post and this mail helped me alot in my college assignement. Thanks you seeking your information.