segunda-feira, dezembro 03, 2007

Correspondência dos leitores... # 15

Pelos vistos o turismo cultural, na Serra da Estrela, veio... para ficar.

Desta vez foi-me enviado para o e-mail do blog, um conjunto de fotografias de pinturas rupestres que foram "descobertas" algures na estrada que liga Piornos-Torre.

Aqui estão elas:



Pelo que se pode perceber nas imagens, os primatas em questão seriam apelidados de Costa e Fausto, provavelmente pertencentes a alguma tribo pimba que visitou este local no final do mês passado.

Já em Setembro do ano passado, um tal de N.V. proveniente da tribo Odemira, também fez questão de deixar a sua marca neste local.

Outra tribo que também quis assinalar a sua passagem neste ponto de encontro de primatas, foi a tribo Juve Leo. Estes, apesar de apresentarem traços que demonstram algum vandalismo, preferiram ter um pouco mais de respeito pelas pedras da Serra da Estrela, optando por fazer a sua inscrição num contentor do lixo. Estudiosos deste fenómeno, pensam que esta atitude se deveu ao facto de tal objecto ser de côr verde, o que habitualmente hipnotiza os primatas desta tribo ao ponto de apenas verem a côr verde à frente dos olhos e como tal terem optado por "rabiscar" ali a sua marca.

Os responsáveis do Turismo na Serra da Estrela, atentos ao crescente aparecimento deste tipo de arte, prevêm organizar até final do próximo ano a Rota das Pinturas Rupestres.

Ao contrário da teoria avançada no ano passado, pelos responsáveis máximos do Turismo na Serra da Estrela, que afirmavam que apenas de 10 em 10 anos acontecia um ano mau ao nível da precipitação de neve, não se está a verificar. Após um ano transacto objectivamente péssimo ao nível da oferta do Turismo de Neve, este ano (até agora) tem-se revelado ainda mais desastroso. Como tal, este tipo de alternativas configuram-se como uma mais valia para quem visita a Serra da Estrela no Inverno e em vez de ver neve e fazer "sku", pode ver pinturas e dizer "u uuuuu"...

ps: apesar da ironia com que tentei denunciar mais este caso, gostaria de dizer que o caixote do lixo "graffitado" com a denominação Juve Leo, já se encontra naquele estado e naquele local à mais de um ano. Apesar de não considerar nada normal atitudes deste tipo, em parte acabo por as "compreender"... uma pessoa quando chega a um local limpo, inconscientemente acaba por deixá-lo limpo... acho que está tudo dito.

ps1: não me admira nada, que de aqui a uns dias, mais alguma tribo deixe a sua marca naquele local... apostamos?

3 comentários:

ljma disse...

Bom dia!
Quanto a "pinturas rupestres", nada ultrapassa as da Volta a Portugal.

A passagem da Volta a Portugal na região poderá ser muito importante para o turismo e tal, mas não percebo qual a importância de ver os blocos graníticos perto da estrada cobertos de inscrições de apoio aos ciclistas e de publicidade aos seus patrocinadores. Como não percebo a importância dessas pinturas, também não percebo porque é que elas são toleradas.

Entenda-se que isto que digo nada tem que ver com a passagem da Volta. Tem que ver com a forma como essa passagem é organizada.

Anónimo disse...

Costa e Fausto = a amor

loveless disse...

Costa e Fausto = a amor