segunda-feira, outubro 15, 2007

Um dia a ponte veio abaixo...

No passado dia 30 de Setembro, tinha denunciado o que se estava a passar no Covão d’Ametade, através deste post deste post .

No mesmo artigo era referido que estava prestes a suceder mais um ATENTADO, neste local ex-paradisíaco, e lançava o desafio “aos senhores responsáveis” por tamanha atrocidade que “ainda estávamos a tempo” de evitar tal sucesso…

Pois… parece que o que foi publicado não serviu de grande coisa e “estes Senhores”, que sinceramente de “senhores” não devem ter é nada, deram início à segunda vaga de atentados do Covão d’Ametade…

Ora vejamos as imagens que chegaram hoje ao meu e-mail e que mostram o que já está a ser feito:



A velhinha ponte de madeira já foi desmantelada, mantendo-se apenas no local os dois troncos que serviram de suporte, ao longo de tantos anos, para que os visitantes deste local pudessem cruzar o rio para a outra margem…

É triste ver desaparecer desta forma o ícone que era esta ponte!
Quantas e quantas fotografias foram captadas neste local, em que a referida ponte assumiu papel principal?
Ao ver imagens como estas, sinto um aperto no peito, como que se uma parte de mim desaparecesse para sempre...

Bem sei que para algumas mentes iluminadas, o que vem a seguir é que é progresso e modernidade, mas para mim o que vem a seguir é só (e apenas) mais um exemplo da merda de visão estratégica de turismo que se está a ter para a Serra da Estrela.

Já não chegava terem tido a brilhante ideia dos fogareiros… agora é a coitada da velhinha ponte que teve que levar mais uma dose de brilhantismo destas grandiosas mentes iluminadas...

Que é que virá a seguir?
Será que vamos ter o Covão vedado e com cobrança de entrada?
Ou será que uns postes de iluminação espalhados pelo recinto, para permitir visitas nocturnas, também estarão na calha deste fantástico projecto de requalificação?
Se querem que vos diga, caros “senhores responsáveis por mais esta maravilha”, o que para vocês é requalificação, para mim é destruição!

Acho incrível, como é que se pode estar a delapidar um património (que é de todos nós) desta forma tão bárbara…
Acho incrível, como é que meia dúzia de pategos tem o direito de fazer tudo o que está a ser feito no Covão d’Ametade, sem que não haja ninguém que os chame à razão.
Acho incrível, para que é que existem as instituições todas que existem e que todas elas estejam caladinhas que nem ratos…
Das duas uma, ou anda tudo a "comer" do mesmo (será que é do PITER) ou então todos eles têm a mesma visão estratégica para o Turismo na Serra da Estrela!

Será este o conceito de Turismo Sustentável, que toda esta gente tem, para a Serra da Estrela?

Enfim… cada vez mais acredito que isto já lá não vai com “falinhas mansas”… cada vez mais acredito que o pessoal tem é que se unir e revoltar com TUDO o que está a acontecer… naquilo em que se está a transformar a Serra de todos nós (e não apenas de alguns).

Como homenagem à referida ponte, deixo-vos uma fotografia a preto e branco… mais um pedaço da Serra que passa à história…

Agora apenas nos falta esperar pela nova, moderna e cosmopolita ponte que está já em construção…

PS: peço desculpa se usei algum termo menos correcto, mas sinceramente estou revoltado com o que aconteceu e continua a acontecer neste local...

PPS: gostava de saber a opinião, das várias entidades responsáveis pelo turismo na Serra da Estrela, sobre tudo o que tem sido feito no Covão d'Ametade... ou será que nem sabem de nada?!

PPPS: obrigado ao leitor Bocadechinho pelo enviou das fotografias...

3 comentários:

newsubstance disse...

Fodasse será que é desta que partimos para a acção e vamos lá roubar o ferro para atrasarmos ao máximo a construções daquilo?? Eu estou dentro e estou-me a cagar para consequências...

Rui Peixeiro disse...

Parece que não fui a tempo... Nestes dois últimos fins de semana, não tive possibilidade de lá voltar, para tirar a "ultima" foto à ponte, e parece que também já não vou ter oportunidade.

Mas, será que os idiotas que mandaram construir a nova ponte, não têm um pingo de bom censo?

Já nos fogareiros, pegam na desculpa do risco de incêncio, e toca de lá enfiar aqueles mamarrachos... Agora é o que? As pessoas podiam cair ao rios?
Será assim tão difícil meter dois troncos novos e umas tábuas e construir uma nova ponte à imagem da antiga?



Cova Juliana, devias editar o post e retirar de lá algumas sugestões, se não já estou a imaginar aquelas mentes brilhantes: "Ena pá... Como é que ainda não nos tínhamos lembrado disto?"

Anónimo disse...

Caros bloguistas,



O Teatro das Beiras tem agora um espaço na blogosfera, onde a informação é constantemente actualizada e é local de interactividade com leitores e público.

Aqui fica o convite para visitarem o blogue do Teatro das Beiras: www.teatrodasbeiras.wordpress.com



Com os melhores cumprimentos,

P’lo Teatro das Beiras,

Vanessa Silva



Teatro das Beiras
Travessa da Trapa, nº 2
Apartado 261 * 6201-909 Covilhã
Tlf: (+351) 275 33 61 63 * Fax: (+351) 275 33 45 85
E-mail: geral@teatrodasbeiras.pt
Sítio na net: www.teatrodasbeiras.pt

Blog: http://teatrodasbeiras.wordpress.com